A Prefeitura de Alta Floresta D’oeste entregou os kits do Programa Mamãe Cheguei

Na manhã desta segunda-feira, 21, as gestantes do Programa Mamãe Cheguei receberam o Kit Enxoval. A solenidade ocorreu no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) da Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtras) da Prefeitura de Alta Floresta D’Oeste.

A mamãe Suele da Silva Santos, com 35 semanas de gestação, disse que é a primeira vez que participa do Programa Mamãe Cheguei e que vem em um momento muito bom. “Pois já tenho dois filhos em casa ficaria muito pesado para comprar tudo. Além disso, temos um tratamento acolhedor e atencioso da equipe da Semtras,” expôs Suele.

O evento contou com 13 mães que receberam os kits das mãos do prefeito municipal Gio Damo, do secretário da Semtras, Elcinondas Lucas (Gyan Lucas), da coordenadora do CRAS Rosane Lopes (Polaca), do vereador Natã Soares e da gerente regional da Secretaria de Estado da Assistência e do Desenvolvimento Social (Seas), Sirlei Tetzner Torres.

O prefeito Gio Damo destacou o trabalho feito pela equipe da Semtras no programa e ao Governo do Estado, através da secretária da Seas Luana Rocha. “Gostaria de agradecer o Governo do estado, aqui representado pela gerente Sirlei. E agradecer a todos que estão empenhados no desenvolvimento desse programa que traz condições às famílias em situação de vulnerabilidade social de terem seus filhos saudáveis e com condições básicas para o seu desenvolvimento,” destacou o Gio Damo.

O programa é voltado às gestantes em situação de vulnerabilidade social e financeira, previamente inscritas no Cadastro Único e acompanhadas nos serviços socioassistenciais continuados da proteção social básica, no CRAS.

Maria de Fátima, com 35 semanas de gestação, falou que o programa é muito bom e “que recomenda paras outras mães, pois vem muitas coisas e às vezes não temos condições de estar comparando tudo,” disse Maria.

A gerente regional da Seas, Sirlei Tetzner Torres explicou que para fazer parte do programa a mamãe tem que estar inserida no CADÚNICO (última atualização a menos de 24 meses); Estar no máximo com 20 semanas de gestação; Estar inserida no PAIF ou SCFV; Preferencialmente estar inserida no Programa Criança Feliz e Criança Feliz Mais; Cumprir todas as etapas de atendimento e acompanhamento no SUAS e SUS e estar com caderneta da gestante devidamente atualizada (cartão da gestante).

Link de referência

Yaulim Braz

Rede Master Brasil

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: